8.3.09

E eu falo que isso não vai passar.


Por muito tempo dexei de passar aqui, né?
Mas senti saudade daqui. saudade de pensar que alguém esteja lendo esses textos e te contando tudo, e te falando: ' seu besta, ela escreve pra vcê, ela sente sua falta, ela te ama, volta pra ela '
Meus 15 anos vieram juntos com muita responsabilidade, parece que alguém la em cima esta apostando muitas fichas em mim, e isso me assusta um pouco, sabe. Eu tenho medo de não corresponder expectativas, principalmente as minhas. E com essas responsabilidades, eu preciso parar de drama, precisar deixar o orgulho de lado, preciso ser mulher, pega o telefone e fazer da vida dele um inferno. É, eu preciso de muita coisa ainda.
To fazendo aula de teatro. E estou adorando. Por coincidencia ou não, na minha primeira aula, eu encontrei ela, amor. Encontrei a sua nova 'maria lúcia do santo cristo'. Fria como sempre, não me olhou nos olhos, não me comprimentou, fez q não me viu. Sentir até o clima do lugar ficar mais denso. Não gostei. Na verdade, eu odiei, igual no dia do meu aniversário, o dia mais importante pra mim, que vcê não me dirigiu a palavra. Não me deu oi, não me deu um singelo: 'parabéns, Maria '. Você não viu a nova cor dos meus olhos, vcê não sentiu o eu perfume que vcê adorava. Você nem se quer lembrou que eu era a anfitriã.

Com relação ao plano B
eu não sei como dizer que eu não presto. tem cabimento eu não ter coragem de falar: eu não te amo?
sendo que o contrário disso eu digo com naturalidade. dá pra me entender?
e pior, eu nao posso fazer as pessoas sofrerem assim meu Deus. Não posso ser igual a quem me faz chorar. NÃO POSSO!
o pior é fazer os outros entenderem que eu tento, mas falho ;/

Um comentário:

Paulo Vitor Cruz disse...

eita, a chica está de volta...mostrando as suas fraquezas como só ela sabe fazer...

bacana, coleguinha...

*aparece pra teclar...

abs.