1.11.08

Atropelada


Pai, mãe, amanha eu vou ser atropelada. Não só no termo literal, mas amanha o trem passa aqui em cima. Sabe aquele sonho de ser médica, papai, uma bicicleta passou e matou o coitado.Mãe, não tinha aquele desejo de caber naquela calça? Então, uma moto trombou nele e acabou se espatifandoA vontade de ser cantora foi atropelada pelo carro da ilusão, ela não suportava concorrênciaAté que um dia, amanha, vai aparecer um caminhão. Ele sim fará um estrago. Se despeçam de mim papai e mamãe, porque amanha o caminhão me levará.


_
desabafo e um pedido de desculpas as burradas que fiz. Pai, mãe, amo vocês de um jeito que mexe comigo. vcê me fizeram apaixonar pelos erros de vocês. são os unicos que eu aceito relaxos e desavenças, são os unicos que eu engulo sapos e que peço desculpas.Desculpa !

Um comentário:

Cleber Vaz disse...

Dizem que todos dias conhecemos um pouco dessa morte de nos mesmos. Uma carta que é rasgada, um sentimento que não existe. Existem muitos fatores para nossa maturidade... Certas vezes até um atropelamento pode ser a causa de um recomeço, ou até mesmo um começo para aquilo que jamais foi notado.