8.5.09

Favorzinho, vai (:


chega de melodramas e conversas fiadas.
Por que será que ela precisa tanto ouvir alguém chaamar?
todoos as fragrâncias estava enfileiradas, ou melhor, empilhadas,
e por um instante ela ouviu, também, o barulho do mar.

claro que no momento posterior, depois de tudo quebrado no chão
o vaso não se integrou e mais uma vez ela sonhou.
Não com um príncipe do estilo ' ricardão', mas com algo a mais,
ou até mesmo a menos, algo que ela viu que idealizou.

num ser mais a mulherzinha da historia, nem a frágil envergonhada
ser a machista inconsequente, a fera idomável, o perigo da chama.
e não ser reprimida, só comprimida. Não ser assanhada, mas atirada.
Ser aquela que você sonha a noite, aquela que você grita, que você chama.

talvez ate se orgulhe de todo esse potencial,
essa jaula que transforma-se num palco bem atrativo
num lugar onde só vocês, homens cativantes, sente na alma o carnal
um lugar em que só ela dança, só ela vibra, só ela canta: tudo tão intuitivo

E faça o favor de parar de achar que ela é inferior
e faça o favor de ouvir que la dentro, bem dentro, ela acaba sendo de ninguém
como a flecha lançada, sem um alvo certeiro, sem um teor,
sem nada que uma flecha precisaria ter. Faça o favor você também.

2 comentários:

J.R disse...

nesse caso favorzão!!





(P.S.: Adoro Los Hermanos.)

J.R disse...

Não a conheço fica tranquila.

As histórias são poucas, a gente é muito...rs..portanto, elas se repetem.

Los hermanos é ótimo.