1.5.10

Pensamento Rápido, mas Verdadeiro





Venho fazer um salve aqui rápido porque tenho que sair daqui a pouco.


eu quero falar sobre essa nossa vontade de ser amadas. Meninas, me dizem, por que a gente quer tanto ser amada? Não adianta falar que agora nós somos independentes e não sentimos mais borboletas no estômago porque nós sentimos SIM. Eu já tentei esconder essas borboletas no intestino, no esôfago, no pulmão, no fígado, no rim, mas não deu certo, essas borboletas que mudam nosso humor repentinamente, essas borboletas que nos faz ficar com insônia e achar que nós somos a ultima bolacha do pacote, ainda insisti ficar no estômago.
Então? 
Cara, as vezes até me irrita isso, essa minha procura incessante em achar alguém que goste tudo em mim, sem eu precisar forçar nada, sem eu precisar me arrumar 3 horas, fazer chapinha e usar calça apertada.
Irrita-me, mas eu gosto. Eu gosto de procurar amores, eu gosto de cultivar amores, eu gosto de encontrar amores.
Se eu encontrei algum? Olha, vou ser sincera, vamos dizer que há vários genéricos de amor, e eu to cheia deles, minha gaveta de genéricos não cabe mais nada.Entretanto, o amor original eu encontrei uma vez, mas resolvi que dele não ia tomar mais.Libertei-me
Mas agora eu sinto a doença da solidão chegar, e meus genéricos, infelizmente, não fazem mais efeitos.E comprar o original, eu nunca tive grana pra isso.
Não procuro grana pra poder comprar um amor original, eu procuro alguém que me dê, de graça mesmo, esse amor original, o qual meu coração tanto precisa.


Aguardo ansiosa a doação de amores originais ;*

6 comentários:

Paulo Vitor Cruz disse...

opa, segundo da fila...

Jonathas Nascimento disse...

Mas será que existe algo melhor do que ser amado?

Amar e ser amado são conjunções de uma mesma moeda: a vida!

Lindo...

Beijos e bom final de semana

Gustavo Sacchi disse...

Maria vc escreve muito bem!!
parabéns pelas idéias que vc tem...


beijos e um ótimo final de semana pra vc!!

P.S.:Eu leio seu blog todos os dia =)

disse...

Ah, esses 'genéricos'... É uma relação bem complicada, não é? Eles 'servem' num momento, mas não ocupam todos os espaços (principalmente quando se precisa deles!).
Gostei do texto e do blog!
beijão

Roberto Borati disse...

um bom amor custa caro.

Suelen Braga disse...

Opaaaaaa....terceira da fila =)
Cansei de genéricos também =/

beijo grande =*